fbpx

Novidades

Santuário do Caraça é destino concorrido em Minas Gerais

Quatro lugares para visitar em Angola por Camila Silveira

Botanique Hotel & SPA: para fugir da aglomeração e curtir a natureza

Irina Shayk apresenta a linha Invisible Touch da Intimissimi em campanha

Hotel Casa da Montanha, em Gramado, apresenta sua Extraordinária Casa de Natal e programação para o fim do ano

Locais para se isolar e curtir o verão no litoral norte de São Paulo

Onçafari e Legado das Águas anunciam parceria para monitoramento de felinos na Mata Atlântica

Blue Tree Towers Fortaleza abre as portas em 21 de outubro

Room Office com lazer nos resorts da Rede Bourbon

10 harmonizações com saquê para viajar pelo mundo sem sair de casa!

Subiu a serra! Tradicional no litoral norte, Sorvetes Rochinha chega a Zona Norte

Japan House São Paulo apresenta Japonésia, uma expedição no Japão pelo olhar de Naoki Ishikawa

Artista paulista Robinho Santana assina a maior empena de arte do país

Bares, restaurantes e hotéis inovam em iniciativas e experiências ao consumidor

Levi’s e FARM apresentam primeira coleção em parceria com doação de 14.000 árvores para ONGs

Txai Resort Itacaré apresenta Bangalô Morro

Um pedacinho da Europa na Terra da Maçã: conheça o Hotel Boutique Castelo

Blue Tree Thermas de Lins, no interior de São Paulo, terá programação arrepiante de Halloween

Bvlgari lança seu e-commerce no Brasil e anuncia doação para a AMIGOH

Participant Capital torna possível o investimento em imóveis nos Estados Unidos

Artista paulista Robinho Santana assina a maior empena de arte do país

Destaques / Hobbies / LifeStyle / 16/10/2020

Obra foi entregue no último dia 4 em Belo Horizonte e faz parte do CURA – Circuito Urbano de Arte

Robinho Santana para o Cura; Área de Serviço

A 5ª edição do CURA (Circuito Urbano de Arte) foi histórica. O festival entregou para BH a maior empena de arte do Brasil, a de Robinho Santana no Ed. Cartacho (rua dos Tupis, 38) com 1.892m2 (33,20m de largura X 47,80m de altura). Esta foi apenas a segunda empena pintada pelo artista, com o dobro do tamanho da primeira.

Na preocupação em fazer algo que fosse condizente com o tamanho e a importância de pintar a maior empena do festival, o artista de Diadema não encontrou nada em suas pesquisas e vivências mais grandioso do que a força de uma mãe preta. E é por isso que a imagem de uma mulher negra carregando duas crianças agora faz parte do horizonte da capital mineira.

“Quero reconhecer e homenagear meus heróis ainda vivos, que, em sua grande maioria, são pessoas simples. É importante que pessoas que entrarem em contato com essa obra também se vejam, se reconheçam e se potencializem através da grandeza” explica Robinho.

Este trabalho é uma ode a um Levante Negro, um desejo de que outras pessoas oriundas de lugares periféricos como Robinho também pintem as maiores empenas em festivais pelo mundo. Este trabalho carrega diversos significados, mas o artista, particularmente, quer comentar sobre força, e tudo isso personificado na imagem de uma mãe, segurando duas crianças.

Anteriormente, o maior mural do festival pertencia à artista argentina Milu Correch e sua pintura de 1.792 m² na parede lateral da Garagem São José. Prédios vizinhos, Itamaraty e São José formam, agora, uma esquina icônica para a arte urbana com quase 4.000 m² pintados.


Tags:, , ,



Elite Magazine




Post Anterior

Bares, restaurantes e hotéis inovam em iniciativas e experiências ao consumidor

Próximo Post

Japan House São Paulo apresenta Japonésia, uma expedição no Japão pelo olhar de Naoki Ishikawa





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Bares, restaurantes e hotéis inovam em iniciativas e experiências ao consumidor

Locais apostam em segurança e criatividade para manter a retomada dos setores de bares, restaurantes e hotéis em São Paulo...

16/10/2020