fbpx

Novidades

Levando a cultura do vinho para públicos diversos, Portus Cale lança catálogo de vinhos Kosher

Destaques / Gastronomia / Homepage / 30/09/2020

Com foco em inovação, a importadora, que já apresenta rótulos veganos e vinhos em lata, conta agora com uma seleção para a comunidade judaica

Divulgação

O vinho está mais presente na mesa dos brasileiros. Segundo levantamento do Instituto de Desenvolvimento das Empresas de Alimentação (Ideal), apesar do fechamento de bares, restaurantes e lojas especializadas durante a quarentena, o mercado do vinho cresceu quase 30% em volume no primeiro semestre de 2020 por consequência do aumento do consumo per capita.

Como uma importadora que aquece esse mercado e eleva a cultura do consumo de vinho no Brasil, a Portus Cale tem focado não somente em fidelizar o consumidor tradicional de vinho, como alcançar novos públicos dos mais variados perfis. Com um mix plural e inovador, a marca apresenta desde vinhos em lata que facilitam o consumo em praias e festas, até rótulos veganos sem nenhum ingrediente de origem animal, e a distribuição pioneira do Moscatel de Setúbal com Screw Cap (rosca), em vez da tradicional rolha.

A partir desse foco no público de diversas culturas, agora a importadora também se volta para a comunidade judaica com novo catálogo de vinhos Kosher. Segundo a Confederação Israelita do Brasil, há cerca de 120 mil judeus no Brasil, a segunda maior população judaica na América Latina, atrás somente da Argentina “Estamos felizes com essa linha que nos aproximar de uma comunidade tão tradicional. Nossa missão na Portus Cale é a disseminação da cultura do vinho por meio de produtos plurais e com uma excelente curadoria. Oferecemos diversidade em produtos de qualidade para um país tão diverso”, conta Karene Vilela, CEO da Portus Cale e também a primeira e mais jovem mulher brasileira no processo de certificação do Institute of Masters of Wine, em Londres, uma das mais respeitadas instituições do universo dos vinhos.

Na seleção de vinhos Kosher é possível optar pelos tintos, como o Rashi Concord Grape: um vinho doce clássico com aromas de frutas cristalizadas e baixo teor alcoólico. Fácil de beber e versátil, o rótulo foi elaborado a partir de uvas selecionadas da casta Concord de New York. Também produzido nos Estados Unidos com uvas cultivadas na Califórnia, o vinho Baron Herzog Cabernet Sauvignon é um Cabernet Sauvignon acessível, com aromas de frutas silvestres e sabores de amora e especiarias. Para fechar os tintos, destaque para o Tabor Tipsy Blend Kosher, uma mistura de uvas tintas que resultam em uma experiência agradável e alegre; além dos chilenos, Montesano Cabernet Sauvignon Kosher, com aromas e sabores de amora e mirtilo, e o Montesano Carmenere Kosher, com notas de cereja e um suave aroma de pimenta.

Entre os brancos e rosés, o Tabor Tipsy Blend Kosher White um vinho seco que apresenta uma mistura de variedades de uvas brancas aromáticas, muito bem equilibrado com uma leve doçura suave. Outro destaque é o Espumante Gavioli Moscato Kosher, o bouquet é um composto de notas de frutas tropicais com um toque de damasco, marcado pelo sabor fino, fresco, bem equilibrado e duradouro; também disponível em sua versão Rosé, no lugar do damasco o composto leva um toque de frutas vermelhas.

Por fim, para um evento mais marcante, destaque o Espumante Cava Freixenet Brut da linha kosher “Excelencia” de Freixenet, apresenta notas frutadas e florais. Este Cava é elaborado com uma seleção de uvas brancas da região de Requena (Espanha), que foram prensadas suavemente, selecionando a parte mais nobre do mosto para alcançar a finura ideal.

Para que o vinho seja Kosher, a característica fundamental é a supervisão rabínica. Em relação aos outros pontos, depende das práticas regionais ou sociais. Para os mais tradicionais, é importante que a partir do momento em que as uvas são entregues para a vinificação, toda a manipulação dos ingredientes seja feita apenas por judeus. Contudo, para flexibilizar essa restrição, existe os vinhos Kosher Mevushal, que passam por um processo de pasteurização, onde são rapidamente fervidos e depois resfriados. Assim, o vinho pode ter contato com os não judeus antes de ser consumido.

Como uma das formas de estreitar a distância entre o vinho e o público, o catálogo do site fornece todas as informações sobre os rótulos, além de direcionar o consumidor ao que ele precisa, colocando-o no centro da experiência. Na seleção “Amigos e Experts” é possível conferir rótulos indicados por curadores como Galvão Bueno, e na aba “Nossa Seleção”, os vinhos são organizados por tags como “inovadores”, “tradicionais” ou “naturebas”. Toda a navegação foi pensada para que as pessoas ganhem mais autonomia e descubram o que elas gostam, se livrando do medo de ingressar no universo do vinho ou aprofundando as referências para quem já é familiarizado.

Serviço

Linha de Vinhos Kosher – Portus Cale

Valores: entre R$45,00 e R$119,00

https://www.portuscale.com.br/nossa-selecao/vinhos-kosher.html

https://www.instagram.com/portuscalevinhos/

www.portuscale.com.br


Tags:, ,



Elite Magazine




Post Anterior

Hopi Hari divulga programação de outubro

Próximo Post

Pasta Party, delivery de comida italiana oferece experiência de cantina em casa





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Hopi Hari divulga programação de outubro

Atrações em formato drive-in também integram calendário desta primeira quinzena A programação de outubro do Hopi...

30/09/2020