fbpx

Novidades

Meliá Hotels International reabre hotéis no Brasil e reforça novas medidas de segurança

Destaques / Viagens / 31/07/2020

A companhia terá 85% dos seus hotéis no país em funcionamento até o fim de agosto. Supervisão dos novos protocolos é feita pelo Bureau Veritas, grupo empresarial líder em inspeção, certificação e testes

Meliá Paulista | Foto: Divulgação/Meliá Hotels International

Meliá Hotels International irá reabrir, ao longo do mês de agosto, mais três de suas unidades no Brasil que ainda estão fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus. Meliá Campinas (dia 3), TRYP São Paulo Iguatemi (dia 4) e Meliá Paulista (dia 17) são os hotéis que voltam a operar com novos protocolos de higiene e segurança e prontos para colaborar com o reaquecimento do mercado. Dessa forma, quase todos os hotéis da rede no país já estarão funcionando novamente, restando apenas dois empreendimentos que terão a data de reabertura definida em breve. As unidades que estiveram em funcionamento parcial nos últimos meses agora também estarão prontas para receber uma demanda maior.

Para a reabertura, toda a rede Meliá adotou os protocolos de higiene exigidos pelas autoridades de saúde, e conta com a supervisão de um dos maiores grupos de inspeção e certificação do mundo, o Bureau Veritas. As regras aplicadas seguem rigorosamente as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e estão de acordo com os processos e datas de reabertura sinalizadas pelas autoridades competentes de cada país, cidade e/ou região.

Para reabrir com segurança, a empresa desenvolveu e adotou o programa internacional “Stay Safe with Meliá”, com protocolos rígidos, imposto para os hóspedes e colaboradores, desde o momento da reserva até a pós-estada. Alguns destes protocolos são: a maximização da limpeza das superfícies; lacração de itens após desinfecção do apartamento; instalação de dispensadores de álcool em gel nas áreas comuns; uso de equipamentos de proteção individual para as equipes de limpeza; vedação de apartamentos entre estadas; e muitos outros. “Fizemos, junto ao Bureau Veritas, um estudo minucioso de tudo que era necessário adaptar para promover uma hospedagem realmente segura. Com todos esses cuidados, estamos extremamente confiantes que teremos uma retomada tranquila da operação”, diz o Diretor de Vendas e Marketing da Meliá Hotels International para a América do Sul, Fernando Gagliardi.

Meliá Campinas | Foto: Divulgação/Meliá Hotels International

Eventos renovados

Enquanto preparava suas acomodações para este novo momento da hotelaria, a Meliá também pensava nas novas necessidades de hóspedes e profissionais do setor, tomando uma série de iniciativas para isso. Com o Work Room, a Meliá disponibilizou seus apartamentos como estações de trabalho para quem precisasse ou quisesse trabalhar fora de casa; através do projeto Travel Labs, passou a capacitar profissionais da indústria de viagens. E está lançando agora o Connect Meeting Meliá, uma nova proposta de eventos híbridos, combinando os benefícios das reuniões físicas e virtuais.

Assim, reuniões e conferências têm suas regras bem definidas que incluem novo conceito do espaço, novas montagens de salas de reuniões, estímulo ao uso de aplicativos digitais entre organizador de eventos e gerente de eventos do hotel, definição de novos limites de capacidade e redistribuição de móveis, garantia de serviços de A&B em espaço privado ou áreas separadas, coffee breaks e buffets acompanhados de equipe de apoio para evitar que alimentos sejam manipulados pelos clientes, etc.

TRYP São Paulo Iguatemi | Foto: Divulgação/Meliá Hotels International

Para fazer todas essas adaptações, a Meliá treinou e capacitou todo o seu staff de colaboradores, fornecendo todas as informações, cursos sobre normas de higiene e saúde alimentar, apontando as soluções inovadoras e tecnologia para minimizar o contato físico, e garantir a segurança das instalações. Mas mesmo com todas essa medidas, a Meliá manteve seu compromisso  com a sustentabilidade: implantou, ainda, protocolos para realizar a gestão adequada dos resíduos de descartáveis, incluindo a utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual) por colaboradores, inclusão em contentores apropriados e realização da coleta por empresa que tenha como objetivo destinar os descartes para projetos de reciclagem.


Tags:, ,



Elite Magazine




Post Anterior

Curaçao receberá PROTEUS, maior estação de pesquisas subaquática do mundo

Próximo Post

Grupo diRoma confirma datas para reabertura de empreendimentos





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Curaçao receberá PROTEUS, maior estação de pesquisas subaquática do mundo

Projetado pelo Fabien Cousteau Ocean Learning Center (FCOLC), PROTEUS foi concebido como uma versão da Estação Espacial...

31/07/2020