fbpx

Novidades

Tendência: hospedagem alternativa aos finais de semana e férias

Destaques / Homepage / Todos / Viagens / 26/12/2019

Che Lagarto Hostel Ipanema; aconchegante espaço com “beach club”, no Posto 10 da Praia de Ipanema, chama atenção com seus atrativos convidativos para descontração a qualquer hora, durante o dia ou à noite.

Por Néia Andrade

Com conforto e descontração, além de poupar algum dinheiro se hospedando com bom gosto e economia, é possível encontrar o lugar certo. Estamos falando do Che Lagarto Hostel Ipanema, que faz parte de uma rede que atende hóspedes de todos os níveis e gostos; uma hospedagem alternativa que propõe entretenimentos variados. Entre aqui com a gente e faça uma ótima escolha.


O hostel em sua acomodação propõe quartos para pessoas que querem descansar após um dia cansativo de atividades de trabalho ou estudos, como para aqueles que estão de férias e querem desfrutar de bons momentos em uma das praias mais importantes do Rio de Janeiro; Ipanema.
Além disso, no Posto 10 de Ipanema, um quiosque interativo propõe lazer durante todo o dia e parte da noite, com direito a cadeira, guarda-sol, serviços de Wi-Fi, bar com variados tipos de drinks, shows musicais, prática de atividades físicas como a conhecida partida de tênis na praia, tudo isso disponível para os hóspedes da rede Che Lagarto, que poderão contar com muitas opções e segurança enquanto descontraem em um passeio na praia.

A hospedagem é também convidativa para noites de interações com todos os hóspedes, incluindo aqueles que viajam sozinhos e gostam de se sentir acolhidos. Aqui, além de oferece economia para o bolso de muitos, proporciona atividades bacanas, valendo um convite para entrar em uma atmosfera agradável e conhecer novos amigos, além da equipe do hostel que está 24 horas à disposição.
Situado em uma das ruas agradáveis do bairro, na Paul Redfern, a 100 metros da praia, em uma importante área turística, trata-se de um ponto estratégico para caminhadas e passeios diurnos e noturnos. A história do Che Lagarto começou em 1997, em Buenos Aires e, em Ipanema, há 13 anos como uma modalidade moderna de funcionamento 24 horas, para atendimento de todos os serviços de hospedagem, acrescentando guia local, como é o caso do Che Lagarto Ipanema que, quem faz a vez é o gerente geral da unidade, Jonathan James, disponibilizando seu tempo com os hóspedes em suas turnês de lazer, diurnas e noturnas, com muito gosto, mesmo em seus “days off”, dias de suas merecidas folgas. O hostel Che lagarto, que faz parte da rede no Brasil e América Latina, surgiu da ideia compartilhada entre dois irmãos argentinos que levaram a fundo a proposta de se juntarem a um sócio, brasileiro. Na unidade Che Lagarto Ipanema, os espaços são distribuídos entre o térreo, com espaço de bar e salão eventos, onde acontece o café da manhã. No primeiro andar há uma área comum com internet fixa, mesa coletiva, máquinas para compras de salgados, pipocas, refrigerantes etc, mesa para refeições em um espaço com living para relaxar e assistir TV. No mesmo andar está instalada uma cozinha completa com geladeiras coletivas e demais eletrodomésticos como utensílios de uso comum. Ali está mais um dos espaços ideais para interação; um ponto de encontro o qual descobrimos o entrosamento entre pessoas e convívio comum. Eis aqui, o intercâmbio na cozinha e para quem fala espanhol, é um “prato cheio” que pode ser compartilhado com muitos amigos latinos.

O interessante é que para elaborar uma refeição na cozinha, todos se tornam chefes de suas iguarias e preparam refeições brincando, assim conhecemos um pouco desse momento. Neste caso, ao preparar um prato, todos socializam o ambiente e, em uma mesa coletiva, contam histórias e fazem um especial intercâmbio.
Mas é preciso ter disposição de dividir espaços e para o descanso e pernoite, quem se hospeda em hostels, como no Tche Lagarto, precisa estar disposto a usar quartos coletivos; uma disponibilidade em sua maioria. Para fazer parte deste universo, conhecendo o Che Lagarto Ipanema, em nossa hospedagem dividimos o quarto com duas amigas chilenas e com um senhor de aproximadamente 60 anos, que, segundo a equipe de funcionários, é assíduo no local há alguns anos, quando viaja com frequência, do Rio Grande do Sul para o Rio de Janeiro, por motivos de trabalho.
No dia seguinte, ao amanhecer, uma das camas já estava vazia! Onde está ele? Vimos de perto a a rotina do vai e vem entre pessoas de diversas localidades que chegam aos hostels. Acostumamos com divisão e com as facilidades da hospedagem em um hostel que é considerado como uma categoria semelhante aos hotéis Ibis, com praticidade e economia, que atende hóspedes das faixas etárias entre 18 a 45 anos. Esses são os perfis dos turistas que costumam frequentar o Che Lagarto, alguns sozinhos, outros com amigos ou em grupos, que são atraídos por conta do entretenimento que o Hostel costuma oferecer como passeios e eventos noturnos, entre eles, “Caipirinha Happy Hour Every Day” e o Karaokê que acontece no salão que abre uma pista de dança até a meia-noite. Vamos nos preparar, se a chegada for noturna, ao passar pelo salão de entrada, você se sentirá entrando em uma balada movimentada, além de mais alguns fatores que contam como um welcome (bem-vindo) na receptividade da chegada; uma cordialidade natural existente entre funcionários e hóspedes do local. Eis a diferença; chegar para uma buena onda, uma expressão comum ao se instalar ali, não só pelo contato entre as pessoas, mas pelos espaços comuns oferecidos para integração entre culturas e costumes de nacionalidades variadas. Com bastante influência argentina e chilena, pelo público que costuma se hospedar durante todo o ano no Che Lagarto Ipanema, em sua grande maioria, as expressões latinas se tornam conhecidas e as amizades acontecem, pois todos acabam se juntando a um grupo. Mas o que o Che Lagarto Hostel Ipanema oferece para acomodação é uma distribuição de seus espaços bem estratégica começando pelo no andar térreo, onde funciona o salão do café da manhã e bar do hostel. Ali a festa começa, diariamente, às 19 horas e vai até a meia-noite, com músicas e bar para o consumo de bebidas e coquetéis. No espaço, mais um dos atrativos acontece entre 18:30 e 19 horas, onde uma fila de hóspedes aguardam para pegar uma buena onda no open bar que oferece meia hora de caipirinhas variadas por conta da casa. Segundo Jonathan, o público mais assíduo que frequenta o Che Lagarto Ipanema é formado por pessoas de 20 a 40 anos, entre brasileiros, estrangeiros e em maior parte, argentinos, chilenos, colombianos, que retornam trazendo amigos e familiares que já se tornaram públicos fiéis. “O nosso envolvimento com os hóspedes vale muito a pena no que nos dedicamos e o que temos em contrapartida é a fidelização de nossos clientes que sempre voltam e trazem amigos, grupos e pessoas conhecidas, além de divulgarem o Che Lagarto Hostels Ipanema. Temos muita procura aos finais de semana e feriados por um público de brasileiros e outros de toda a América do Sul, entre Argentina, Chile e Colombia”, revela Jonathan.

Além da hospedagem, quem chega pode contar com recreações como com o campeonato de pingue- pongue, de karaokê e festas organizadas que a equipe Che Lagarto reserva aos interessados; tudo planejado para socializar as pessoas que fazem suas estadas no Hostel. Há também a alternativa de pacote turístico voltado a grupos de empresas e de universidades, como há procura de pacotes para eventos entre amigos e diversos públicos, incluindo reservas com opções de lazer no lounge “Beach Club Che Lagarto”. Em um desses eventos de final de semana houve até um churrasco na praia, organizado por Jonathan, que atendeu a solicitação de uma equipe de turistas argentinos. Segundo Jonathan, “as escolhas para estarem aqui vão desde um turismo simples a festas em grupos como fazemos de estudantes e de profissionais que optam pelo Hostel para realizarem suas comemorações. Temos também despedidas de solteiros e outros grupos de festas como há também pessoas que estão no Rio de Janeiro para trabalho e que costumam se hospedar aqui porque gostam da receptividade e por sentirem-se seguros.”
O Hostel funciona 24 horas para atendimento de todos os serviços e toda a equipe de funcionários acompanha as atividades conforme o ritmo do dia ou da noite, com muitos sorrisos e gentilezas. “Todos nós da equipe vestimos a camisa ‘Che Lagarto’, revela com satisfação o profissional especializado em hotelaria e bares, Jonathan James.
Jonathan James viveu nove anos na Noruega, tendo especialização como barman e em Hotelaria e Gastronomia. Quando trabalhou na Europa, atuou dois anos como gerente em restaurante italiano e mais dois anos como sub-chefe de cozinha em um restaurante francês, assim como em alguns pubs, sempre se socializando com pessoas de diversas nacionalidades, entre cozinhas e bares estrangeiros. Para Jonathan, “trago algumas experiências do exterior, mas, como gerente, eu estou aqui rede Che Lagarto para solucionar problemas, então as pessoas falam comigo para que eu intermedie facilidades.
Uma das coisas que agrada aos hóspedes, além do nosso atendimento, é que eu também estou sempre disponível para estarmos juntos e, faço o papel e as articulações de um guia turístico, como também, a interação nos jogos e entretenimento do Che Lagarto Ipanema.”

 

Com ou sem sol é possível desfrutar do que há de melhor na Praia de Ipanema. Os hóspedes ficam acomodados no lounge exclusivo “Che Lagarto” aproveitando o espaço com boa música em meio a mesas e cadeiras disponíveis para uma pausa para o drink com opções de aperitivos e petiscos variados. E a proposta? Uma parada com aconchego e tranquilidade, antes ou depois de um passeio na praia.
Ao avistar o lounge, esteiras e cadeiras de praia podem ser vistas como, de fato, um espaço particular e ficam disponíveis para os primeiros clientes que chegarem. Segundo a gerente do Lounge, Luísa Rangel de Moraes, “quando abrimos este espaço, fizemos uma avaliação e vimos que o local é bem expansivo. O que os hóspedes podem contar é com a segurança e é isso que os trazem aqui, ou seja, para uma parada em um local agradável, seguro e com diversos serviços disponíveis, entre eles o sistema de Wi-Fi”, explica.
“Aqui, o espaço está aberto para qualquer cliente e eles não pagam para se sentar. Temos expectativas de ampliar o espaço onde a galera se reúne, pois há muita procura, inclusive em cadeiras, mesas e esteiras. Oferecemos um lugar onde as pessoas podem se expressar e se comunicar com celulares, tendo acesso à internet, além de nossos serviços de bar para uma parada e estada na praia”, completa Luísa. Com a idealização do ‘Projeto Verão’, os planos para a temporada não param por aí e, com apenas alguns meses de trabalho, antes da entrada do verão, o gerenciamento das atividades do lounge apontou uma grande demanda que vem aumentando com o passar dos meses em relação à fidelidade dos clientes e dos hóspedes, é o que confirma Luísa. “Observamos que há muitas pessoas que nos procuram para hospedagem, justamente pelo espaço que oferecemos. Agora, para este verão, estamos providenciando um storage para ampliar nosso estoque e acomodar as coisas, assim vamos ver como será”, complementa. “Para a concretização desse projeto, que vinha sendo planejado há algum tempo, abrimos o lounge no
inverno para nos preparar para o verão. Com isso, os diretores investiram no espaço, em acomodações diferenciadas, na qualidade dos profissionais que falam outros idiomas como o Inglês e Espanhol e nos serviços de recepção do hostel, onde há uma organização de atividades de entretenimento e interação, entre elas, a realização de gincanas com propostas de jogos e brincadeiras”, destaca Luísa. Sobre os diferenciais que se tornam atrativos no quiosque, a gerente explica: “há opções de diferentes drinks como os coquetéis, portanto oferecemos qualidade nas bebidas e acompanhamentos e nos serviços de bar. Para incluir atividades com diversão, temos planos de ter um Slackline para agregar às práticas esportivas e de organizarmos workshops sobre atividades voltadas à saúde física e mental, práticas ao ar livre. Para o momento oferecemos músicas de rua todos os sábados, ou seja, um atrativo a mais em que, juntos, estaremos conectados e estendendo a nossa buena onda”, complementa Luísa. O atendimento está voltado para todos os clientes que procuram pelo Che Ipanema e há uma grande movimentação de pessoas que chegam de outros hotéis e hostels, como de outras franquias da rede Che Lagarto, buscando também, espaço para lazer, jogos, enfim, para algumas práticas esportivas. Segundo a gerente, “o que nós oferecemos com toda essa infraestrutura é um trabalho de resort em um espaço público da praia, cujo objetivo é consolidar uma conexão entre hostel e hóspedes dos hotéis com o quiosque. Para organizar esses serviços temos um planejamento de ações de divulgações em mídia social que inclui postagens de vídeos com as atividades, onde levaremos notícias. Toda essa proposta faz parte do nosso ‘Projeto Verão’, que deverá envolver, não só o Che Lagarto, como todo Rio de Janeiro.”
Com receptividade cordial e gerência assídua em suas atividades, os hóspedes acabam virando amigos da equipe e se sentem em casa. E na hora do check-out? A vontade é de voltar a viver ali, nem que seja por mais alguns dias. Entre alguns hóspedes que estiveram juntos de nossa equipe de reportagem, tivemos relatos que contam um pouco sobre suas idas e vindas ao Che Lagarto Ipanema. Juan Amante, um argentino que há três anos se hospeda ali e já esteve também no Hostel da rede, em Búzios, definiu; “gosto desse clima, aqui é muito bom na questão da interação com as pessoas e em preços. Provavelmente eu voltarei neste verão.” “É a primeira vez que venho ao Che Lagarto Ipanema e achei muy bueno, devo voltar outras vezes, conta, resumidamente, a argentina Carina Verín.
Em conversa com José Liberato, um arquiteto brasileiro, nascido em Rondônia, falamos sobre a importância da interação entre hóspedes em suas escolhas. “Somente este ano eu estive aqui, no Che Lagarto Ipanema, pela segunda vez e, anteriormente, foi no ano de 2017. Já vim para cá de férias e pela “Meia Maratona Rio de Janeiro”, em que participo, então eu prefiro escolher ficar aqui, pois acho que é um hostel nota “10”. Esse estilo de hospedagem é muito bacana como a distribuição dos espaços que fomenta o convívio, além da estrutura dos ambientes que prioriza a pessoa física. Acho que a localização é muito boa estando em Ipanema e a relação custo e benefício vale a pena.”

Serviços:
Che Lagarto Hostel Ipanema
Atendimento 24 horas, Wi-fi, diárias com e sem café da manhã
Endereço: Rua Paul Redfern, 48 – Ipanema, Rio de Janeiro – RJ
Quiosque Che Lagarto Hostel
Posto 10 da Praia de Ipanema


Tags:, , , ,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

CALIFÓRNIA: VEJA NOVIDADES DO ESTADO PARA 2020

Próximo Post

Air Europa cresce 15% no mercado brasileiro, em 2019





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

CALIFÓRNIA: VEJA NOVIDADES DO ESTADO PARA 2020

O fim do ano se aproxima e, quem deseja viajar em 2020, já começa a fazer planos para as próximas férias. A Califórnia,...

25/12/2019