fbpx

Novidades

Four Seasons lança roteiro inédito pela Ásia e apresenta viagens para 2024 a bordo de seu private jet

RÉVEILLON 2K23 PRIVILÈGE BÚZIOS: Alok, Claptone, Mochakk, Illusionize, KVSH, JØRD e Dubdogz marcam uma maratona de festas.

MINI John Cooper Works - Pat Moss Edition chega ao Brasil com visual exclusivo e limitado a 15 unidades

Fim de ano no Tivoli Ecoresort Praia do Forte é celebrado com atrações exclusivas e muita festa

Icônica aeronave A380 da Emirates volta aos céus de Perth a partir de 1 de dezembro

Audi RS 6 comemora 20 anos: descubra vinte curiosidades deste ícone da esportividade

Serandipians reúne a crème de la crème do turismo mundial em Marbella

Uma experiência ÚNICA: 5 motivos pelos quais você não pode perder a festa SINGULAR, no dia 19 de agosto

Filhos de Gilberto Gil e Caetano Veloso se apresentam em show inédito no Bar Brahma

Bahamas: um destino de fácil acesso sem visto

Navio Costa Firenze, da Costa Cruzeiros, reúne ampla diversidade gastronômica

Pandora apresenta coleção que celebra laços eternos de amizade

La Martina celebra o lançamento de sua primeira loja no Brasil

Green Valley retorna à Gramado neste final de semana

Villa Raphael lança quarto Premium com piscina privativa em frente à praia da Ferradura, em Búzios

Lançamento Bunny by Kamila Coelho e Bday Alessandra Cozzi

Emirates investe mais de US$2 bilhões para aprimorar a experiência do cliente a bordo

Hotel Fairmont Rio de Janeiro Copacabana promove jantares a quatro mãos durante Rio Gastronomia

Dia de Combate à Poluição: consumo de alimentos locais diminui emissão de poluentes

Nespresso patrocina evento gastronômico Taste São Paulo Festival 2022 e oferecerá experiências exclusivas em estande sustentável

Dubai: Terra de Opotunidades

Destaques / Hobbies / Negócios / Todos / Viagens / 14/03/2017

Há décadas, Dubai vem consolidando sua bem-sucedida história como centro comercial no Oriente Médio

Por Dr. Ashraf Mahate, Diretor de Inteligência de Mercado da Dubai Exports

Atualmente, o emirado é reconhecido como principal hub de abastecimento da região, o que se reflete no crescimento de 125% das re-exportações via Dubai nos últimos 10 anos. Com este desempenho, Dubai tornou-se o terceiro maior centro de re-exportação no mundo, seguindo uma bem-sucedida estratégia de explorar sua excelente infraestrutura para atrair tanto compradores quanto traders internacionais. As empresas estabelecidas em Dubai exportam suas mercadorias para mais de 100 países, especialmente Índia, Irã, Paquistão e países do Golfo Pérsico. Os setores não-vinculados ao petróleo com maior expressividade são metais e pedras preciosas, veículos, equipamento elétrico e autopartes.

Dubai foi capaz de explorar sua localização geográfica estratégica, na interseção de três continentes, para conectar de forma rápida e conveniente os mais variados bens aos mercados consumidores. Essa condição permitiu à Dubai firmar-se como um hub negócios não apenas para a região do Golfo, mas também para Europa, Ásia e África, com um mercado potencial de mais de um bilhão de pessoas vivendo à apenas 4 horas de distância. Tais diferenciais tornam Dubai o local ideal para as operações comerciais de re-exportação.

O Porto de Jebel Ali, localizado 35 km ao sul de Dubai e controlado pelo maior administrador portuário do mundo, a DP World, é hoje um dos maiores a mais ativos portos na região. Jebel Ali conta com pátio de contêineres com mais de um milhão de metros quadrados e moderno armazém frigorífico, além de 45 guindastes pórticos, entre os quais estão alguns dos maiores do mundo e inéditos no Oriente Médio, sendo capazes de erguer dois contêineres de 40 pés ou quatro de 20 pés ao mesmo tempo. O porto também possui um ancoradouro próprio para cargas à granel, incluindo alimentos, minerais, químicos, entre outros; servindo a mais de 120 companhias marítimas, e fazendo de Jebel Ali o sexto maior porto do mundo. A interconexão entre o Porto de Jebel Ali e a zona de cargas do Aeroporto Internacional de Dubai permite que bens sejam transportados do navio à aeronave em apenas 4 horas, diferencial especialmente vantajoso para produtos perecíveis.

Outro fator distintivo de Dubai como centro internacional de negócios está em suas zonas de livre comércio, sendo Jebel Ali Free Zone a maior e mais expressiva. Construída sobre uma área de 48 km², Jebel Ali Free Zone está entre as zonas de livre comércio mais promissoras do mundo, atraindo mais de 6100 empresas dos mais variados setores econômicos e com fácil acesso tanto ao Porto de Jebel Ali quanto ao Aeroporto Internacional Al Maktoum, o maior aeroporto de cargas do mundo, permitindo o transporte de bens em apenas 45 minutos. Entre os clusters de negócios na Jebel Ali Free Zone estão o Dubai International Financial Centre, a Dubai Internet City (sede de algumas das principais empresas de TI do mundo, bem como de start-ups), a Dubai Media City, o Dubai Design District e o Dubai Science Park (especializado em biotecnologia e sustentabilidade).

O excepcional desempenho demonstrado por Dubai em atrair negócios dos mais variados setores para instalar operações de re-exportação se deve a uma série de fatores:

  • Investimento de bilhões de dólares no desevolvimento de infraestrutura dearmazenamento e transporte, incluindo a construção de novos projetos como a DubaiLogistics City e o Aeroporto Internacional Al Maktoum e a expansão do Porto de Jebel Ali e da Dubai Cargo Village, garantindo a capacidade necessária para que Dubai siga seu caminho de alto crescimento nas próximas décadas.
  • Conectividade entre transporte marítimo e aéreo, permitindo que produtos sejam transferidos em menos de uma hora.
  • Armazenamento especializado para toda gama de produtos.Extensiva malha de empresas logísticas regionais e internacionais, propiciando custos reduzidos no transporte.
  • Experiência em aproximar compradores e traders.
  • Inexistência de impostos sobre lucro empresarial ou renda pessoal.
  • Taxas alfandegárias para re-exportação em 5%.
  • Permissão de 100% da repatriação de capital e lucros.
  • Ausência de controle sobre remessas estrangeiras.
  • Economia estável, com dólar fixado em AED 3.678.
  • Como parte dos Emirados Árabes Unidos, Dubai é signatária dos Acordos de Livre Comércio: Gulf Co-operation Council (Arábia Saudita, Kuwait, Omã, Bahrain e Qatar), Greater Arab Free Trade Agreement (GAFTA, compost por 18 países árabes e 4 membros-associados) e Singapore Free Trade Agreement.  Acordos bilaterais de livre comércio com Síria, Jordânia, Líbano, Marrocos e Iraque, com acesso preferencial para as mercadorias especificadas.  Transparência nos procedimentos de exportação, informatizados e disponíveis online.
  • Membro da Liga Árabe, da Organização de Cooperação Islâmica (OIC), do Banco Mundial, da Organização Muncial do Comércio (OMC) e da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

Como esforço para fornecer a exportadores e re-exportadores os serviços necessários para expandir sua presença em mercados internacionais, o Departamento de Desenvolvimento Econômico de Dubai fundou a Dubai Exports, cujo objetivo é alimentar empresas com informações de mercado, assessoria de branding, representação financeira, legal e comercial e acesso a compradores. Através de seus escritórios na Arábia Saudita, Egito, Índia, Rússia, Alemanha e Brasil, Dubai Exports possui um extenso portfólio de serviços de assistência a exportadores e re-exportadores.

Untitled

Dr. Ashraf Mahate, Diretor de Inteligência de Mercado da Dubai Exports


Tags:, , , , , ,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

Baile da Rosa 2017

Próximo Post

De Maceió ao Uruguai: 8 lugares com vistas incríveis para curtir o fim do verão - por Fábio Martuscelli





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais histórias

Baile da Rosa 2017

Sob o Alto Patrocínio de sua Alteza, o Príncipe Albert II de Mônaco e Sob a Presidência de Sua Alteza, a Princesa de Hanover   Sua...

14/03/2017